Você quer entender melhor o que é a profissão de massagistas? Nem todo mundo sabe que existem vários tipos de massagens, cada uma com diferentes finalidades e técnicas.

Cada corpo é diferente e cada problema deve ser tratado com uma solução específica. Fazer o tipo errado de massagem pode ser até mesmo prejudicial, então essa é uma profissão que exige estudo e cuidado. Afinal, estamos lidando com o corpo humano.

Este é um mercado em alta, pois os massagistas são um dos profissionais mais procurados no mundo do bem-estar para tratamentos holísticos, desportivos, de beleza e medicina alternativa.

Para se tornar massagista, existe um percurso dedicado, que leva em consideração a formação técnica, as leis que regulam a atividade deste profissional e as inovações práticas e teóricas.

Profissão de massagistas: como entrar neste mercado?

Para quem pretende exercer a profissão de massagista, não é necessário ter curso superior. É preciso apenas fazer cursos de massagem, de acordo com a especialização que preferir.

Esses cursos preparam o massagista com aulas teóricas e práticas sobre a milenar técnica de manipulação do corpo, que está presente em muitas culturas.

A massagem, desde a Antiguidade, tem sido uma fonte de alívio para o cansaço, dores musculares e, também, da mente, em caso de ansiedade e estresse muscular psicossomático.

Ainda hoje, as diversas técnicas de massagem estão difundidas, mas com competências cada vez mais aprimoradas.

Elas vão desde a fisioterapia com massagens analgésicas, até patologias do sistema músculo-esquelético, aos tratamentos estéticos de massagens anticelulite ou de drenagem linfática.

Há também outras técnicas, como shiatsu, ayurvédica e tailandesa, para o bem-estar derivado da medicina alternativa.

Além disso, os massagistas esportivos são cada vez mais procurados. Eles são capazes de preparar os atletas para um ótimo desempenho e descontração muscular após treinos e competições.

Nesse sentido, os cursos para a profissão de massagista, portanto, formam profissionais qualificados para o mercado.

E, sobretudo, capazes de identificar as necessidades do paciente, recomendando a massagem mais adequada para solucionar seus problemas.

Entre as disciplinas presentes nos cursos para massagistas estão anatomia, fisiologia, estudo do aparelho respiratório e circulatório.

As técnicas vão desde as mais básicas até as técnicas avançadas, atuando no equilíbrio do corpo e da mente.

A anatomia da massagem representa a base sobre a qual se atua para se especializar nos diversos tipos de manipulação, massagem e massoterapia.

As técnicas de massagem

Apesar das muitas diferenças entre os tipos de massagem, quem almeja ser massagista terá que se preparar para trabalhar com manobras muito precisas de acordo com as técnicas.

Você sempre trabalha seguindo a direção de baixo para cima, ou em direção ao centro, para ir das extremidades dos membros ao coração. Em outras palavras, respeitando a direção circulatória.

As massagens tonificantes possuem manipulações rápidas e decisivas. É diferente das massagens de efeito relaxante, feitas para descontração muscular assim como também antiestresse. Nesse último caso, as manobras são mais lentas, com toques delicados.

Dito isso, vamos ver agora alguns tipos de massagem para que você entenda melhor como é a profissão de massagista.

Massagem ayurvédica

Massagem ayurvédica

Essa massagem encontra suas origens na medicina natural indiana Ayurveda (que significa “conhecimento da vida”).

E, também, contém princípios filosóficos e existenciais segundo os quais corpo e mente são uma única entidade.

A massagem ayurvédica é proposta como uma aliada para lidar com as mudanças naturais, como as estações do ano e o avançar da idade.

Além disso, ela é baseada em um conjunto de manobras, como manipulações, uso de compressas, cremes e óleos elaborados de acordo com a tradição ayurvédica.

Entre seus benefícios encontramos a eliminação de toxinas e a purificação mental e física do organismo.

Shiatsu

A peculiaridade desse tipo de tratamento é que o paciente fica o tempo todo vestido. Isso ocorre porque o shiatsu não é uma massagem real no sentido estrito do termo, pois não envolve o uso de produtos para a pele.

Portanto, não é necessário o contato pele a pele. Ainda sobre a profissão de massagista, o massoterapeuta nesse caso toca várias áreas do corpo do paciente e, por meio da acupressão, em certos pontos e linhas para ajudá-lo a relaxar.

Shiatsu

Massagem tailandesa

Esse tipo de massagem está intimamente ligado aos princípios do Budismo. O tratamento começa com manipulações suaves que aumentam de intensidade durante a sessão, mas nunca causam dor.

Como no Shiatsu, se você escolher uma massagem tailandesa, estará totalmente vestido e com roupas confortáveis.

É particularmente adequado para reequilibrar a correta propagação de energia no corpo e para revitalizar a atividade vascular do organismo.

Massagem Lomi Lomi

Massagem Lomi Lomi

Também conhecida como massagem havaiana, utilizam-se óleos e produtos corporais específicos nessa massagem.

O massagista recriará as ondas do mar graças a movimentos e gestos rítmicos que lembram o movimento do mar nas praias havaianas.

Ela começa nas costas e depois passa para as pernas e braços e termina na parte da frente do corpo.

Este tratamento é ideal para quem sofre de rigidez muscular e rigidez nas articulações. Seus benefícios também incluem a restauração correta do fluxo de energia dentro do corpo.

A profissão de massagista nesse caso exige conhecimentos específicos dos gestos e das formas de manipulação.

Massagem californiana

Originária da Califórnia, esse é um tipo recente de massagens, pois ela surgiu nos anos setenta e é fruto da cultura New Age.

Durante uma massagem californiana, o massagista liberará sua energia manipulando alguns pontos-chave do corpo.

No tratamento, óleos essenciais perfumados relaxantes são aplicados na pele e movimentos leves e lentos serão feitos.

O objetivo final deste tipo de massagem é o abandono total das preocupações e a obtenção da harmonia.

Reflexologia Podal

Reflexologia Podal

Este também está entre os tratamentos de bem-estar úteis para relaxar graças à pressão de pontos precisos.

O princípio por trás da reflexologia podal é que para cada área do pé existe um órgão ou sistema do corpo correlacionado.

Ao aplicar pressão ou massagear esse ponto específico, o órgão ou estrutura nervosa correspondente também se beneficiará. Este tratamento pode ser particularmente adequado para problemas respiratórios e articulares.

Massagem Sueca

Ao contrário de muitos outros tipos de massagens de origem oriental, a sueca é a clássica massagem ocidental.

Não é por acaso que é considerada a base de todas as técnicas de massagem para quem deseja seguir a profissão de massagista.

Os movimentos nunca são muito intensos e vão desde movimentos longos e amplos até a profunda manipulação dos músculos, além dos movimentos rítmicos.

Tem efeitos relaxantes e é adequada para a eliminação de gorduras e celulite.

Massagem com Pedras Quentes

Essa massagem baseia-se na utilização de pedras quentes colocadas em pontos estratégicos do corpo e que, graças às suas propriedades, relaxam o corpo e melhoram a circulação sanguínea.

A massagem com pedras quentes deriva dos princípios das tradições ayurvédica e xamânica, que combinam os benefícios da termoterapia com os da massagem.

A pedra mais utilizada é a de basalto pela sua peculiaridade de absorção e retenção de calor.

Ocasionalmente, pedras quentes são alternadas com pedras frias (mármore ou quartzo) para estimular o sistema nervoso.

Massagem Desportiva

Especificamente indicada para atletas, a massagem esportiva é uma variação da massagem sueca que visa aliviar a dor causada por movimentos repetitivos. Portanto, ajuda as pessoas a se recuperarem mais rapidamente do estresse e lesões.

Como benefícios, podemos mencionar tempos de recuperação mais rápidos, maior liberdade de movimento e melhor desempenho no esporte.

Tudo isso a profissão de massagista proporciona a quem quer evitar dores e ter articulações saudáveis.

Massagem com Pedras Quentes

Massagem Holística

A massagem holística é uma técnica de manipulação corporal que visa restaurar o bem-estar do indivíduo como um todo. Ela passa a atuar a nível físico e mental, restaurando o equilíbrio nos meridianos energéticos.

Ao contrário de outras formas de massagem, portanto, a holística não visa restaurar o bem-estar físico de uma única parte do corpo.

Por exemplo, costas, ombros e pescoço. Mas, sim, atuar na pessoa como um todo. Logo, também nos componentes psicológicos, emocionais e espirituais, bem como nos físicos.

Massagem de Aromaterapia

Massagem de Aromaterapia

É uma massagem que utiliza aromas e óleos essenciais. Portanto, eles são combinados com uma técnica específica, como a da massagem relaxante ou drenagem linfática, com óleos específicos, em função dos benefícios e objetivos que o cliente pretende obter com o tratamento.

Porém, quem deseja seguir a profissão de massagista, precisa saber que os óleos essenciais devem ser aplicados com cautela e atenção, pois podem ser tóxicos. Ou seja, se aplicados em excesso.

Normalmente são usadas algumas gotas, uma quantidade modesta, para serem adicionadas a um óleo base com o qual você fará uma massagem corporal total.

Por exemplo, se o cliente tiver escolhido uma massagem de drenagem, você pode usar óleos que ajudam a circulação.

Os óleos essenciais são um meio ideal de curar muitas doenças, porque são facilmente absorvidos.

E, então, o efeito da massagem torna-se mais eficaz quando o olfato também é estimulado.

É muito importante que o aroma seja apreciado pelo cliente. E, dessa forma, tem-se uma massagem personalizada, que deve ser balanceada de acordo com a pessoa.

Então, a ideia é criar sinergias a respeito do aroma, da finalidade e não misturar mais do que três óleos essenciais.

Massagem Linfática

Na profissão de massagista de sucesso, esse tipo de massagem sempre é requisitado.

A massagem de drenagem linfática é um tipo particular de massagem cujo objetivo é promover a drenagem dos fluidos linfáticos. Ela reduz a estagnação dos mesmos ao estimular a circulação linfática.

As técnicas de manipulação utilizadas para atingir o objetivo acima mencionado podem variar de acordo com o método utilizado.

Portanto, a drenagem linfática visa drenar a estagnação da linfa nas áreas do corpo onde há uma redução excessiva da circulação linfática.

Massagem Modeladora

A massagem modeladora é um tratamento que visa recuperar o tônus ​​e a elasticidade dos músculos. É um tipo de terapia que também facilita a perda de peso graças à sua ação firmadora e tonificante.

A vida agitada e sedentária a que as pessoas estão sujeitas todos os dias resultam em fadiga, inchaço e peso nas pernas e no abdômen.

Ficar sempre em pé ou sentado por muito tempo aumenta esse cansaço e, consequentemente, há estagnação de fluidos. O resultado será fadiga, dor e desconforto.

Por outro lado, a massagem modeladora resolve esse problema, estimulando as áreas que perderam a flexibilidade.

É uma espécie de massagem reafirmante que atua na pele e ao nível do subcutâneo, ajudando o corpo a recuperar o seu tônus.

Na profissão de massagista, a massagem modeladora é muito procurada por quem deseja emagrecer.

Por fim, se você deseja ser um massagista profissional, já sabe que pode escolher entre diversas técnicas para atuar em um campo específico.

Massagem Modeladora

Por que fazer um curso de massagem?

A primeira coisa que o aspirante a massagista deve entender é que precisa fazer um curso de massagem se quiser trabalhar no setor.

De fato, são muitas as possibilidades que se abrem para quem obtém o certificado ou diploma de massagista. E, por isso, é importante definir aquela que melhor se adapta ao seu estilo.

Partindo da função que gostaria de desempenhar no mundo da massagem e do bem-estar, alguns podem trabalhar a domicílio, outros poderão trabalhar com contratos em centros esportivos, spas, clínicas de estética e centros de bem-estar.

Até o local de trabalho pode mudar consideravelmente. Alguns massagistas escolhem uma vida de viagens, trabalhando no setor de turismo, outros trabalharão em sua área de residência.

A teoria é importante, mas a prática é essencial na profissão de massagistas

Tornar-se um profissional sério na área da massagem e ter de imediato uma série de clientes prontos a receber tratamentos significa, portanto, começar por escolher o curso de massagem que melhor se adapta às suas características.

Para quem nunca teve contato com a profissão de massagista, você pode começar, por exemplo, com um curso de massagem sueca.

Em geral, dura pouco tempo e fornece a base para a realização de uma massagem corporal total de uma hora seguindo as técnicas de massagem ocidental.

Se, por outro lado, você já exerce a profissão de massagista, uma boa ideia é atualizar seu currículo se especializando em técnicas inovadoras, como reflexologia podal ou massagem terapêutica do bem-estar ou ayurvédica.

Dessa forma, fazer cursos avançados contribuirá para que você satisfaça as necessidades dos clientes mais exigentes.

Escolher um curso de massagem é, portanto, o primeiro passo para construir seu sucesso pessoal e profissional em um setor em constante crescimento.

No entanto, um curso, por mais detalhado e cheio de informações práticas, não fará de você um massoterapeuta profissional, como muitos acreditam.

Muita teoria, muitas horas de curso são necessárias, mas, sobretudo, é preciso muita prática, que fará de você uma pessoa apta a praticar a profissão de massagista.

Basta um único curso para exercer a profissão e ser massagista, mas na prática as coisas são diferentes e crescer profissionalmente exige uma atualização contínua, muitas horas de trabalho e uma boa dose de experiência.

Por exemplo, se você adquirir um certificado de massoterapeuta, ampliará bastante suas oportunidades no mercado de trabalho.

É um percurso que permite adquirir as competências técnicas para realizar diferentes massagens e, assim, se destacar da concorrência.

Tudo isto para permitir ao massagista que dá os primeiros passos na profissão adquirir a experiência certa, que lhe permita cuidar do cliente de forma segura e profissional.

Por isso, recomenda-se a todos aqueles que desejam se tornar massagistas que façam diversos cursos de massagens, também para terem mais credibilidade junto ao cliente e ao empregador.

Teoria para Massagem

Os requisitos necessários na profissão de massagistas

Muitos se perguntam quais são os requisitos para praticar a profissão de massagista e a resposta é: praticamente nenhuma, apenas fazer um curso profissionalizante.

Qualquer pessoa pode decidir seguir a profissão de massagista, frequentando um curso de massagem, em praticamente qualquer idade e em qualquer condição.

Porém, o massagista profissional é reconhecido por possuir algumas características pessoais como: respeito, gentileza, desenvoltura, paciência e empatia.

Além disso, são apreciadas características como boa destreza, boa saúde das articulações das mãos e das pernas, já que essas partes do corpo são mais utilizadas durante a jornada de trabalho. E, também, uma excelente higiene pessoal não pode faltar.

Como você pode constatar, ser massagista é uma profissão adequada a todos e que vai compensar o aprendizado em muito pouco tempo e o investimento feito ao frequentar um curso de massagem.

As vantagens de ser uma massagista profissional

Os massagistas são altamente solicitados

A demanda por massagistas e massoterapeutas só tende a crescer. Como massoterapeuta, você poderá trabalhar por conta própria ou como funcionário após o treinamento em uma clínica especializada.

A profissão de massagista tem horários flexíveis

Na profissão de massagista, o trabalho de massagem oferece um horário flexível para adaptar suas funções no trabalho e, ao mesmo tempo, ter tempo para a família, por exemplo.

Se você é jovem ou está em um período de transição da vida, sua carreira no mundo da massagem não te impede de estudar e trabalhar ao mesmo tempo.

Você pode escolher seu local de trabalho

Imagine escolher onde quer trabalhar, de modo que você tenha um ambiente que se encaixa em sua personalidade e valores, bem como clientes que valorizam o seu trabalho e o de seus colegas.

Como massagista certificado, você pode ter, inclusive, mais de um emprego. Ao seguir sua profissão como massoterapeuta, você pode ter estabilidade na profissão. E, quando tiver mais experiência, pode escolher onde e com quem deseja trabalhar.

Você também pode ter opções empreendedoras, por exemplo, montar uma clínica particular e administrar um espaço com outros massagistas.

Como se tornar uma massagista

Os cursos para a profissão de massagista podem ser de longa ou curta duração.

No primeiro caso, trata-se de um curso de formação realizado em escolas de estética ou fisioterapia, geralmente com a duração de dois ou três anos.

Estes cursos destinam-se a quem pretende praticar massagens estéticas ou terapêuticas (ou seja, para a reabilitação motora de um paciente) e representam percursos distintos de quem pretende ser massagista na área do bem-estar.

As escolas dedicadas à massagem estética exigem uma frequência obrigatória de cerca de 2 anos. Elas emitem um diploma de qualificação de esteticista, que lhe permite trabalhar com técnicas e aparelhos dedicados aos tratamentos estéticos.

Já os cursos de massagem reconhecidos e de menor duração são aqueles que concentram a formação num caminho para poder começar imediatamente a trabalhar como massagista.

Estes cursos destinam-se, sobretudo, a quem pretende formar-se de forma profissional, abordando temas especializados para o exercício de massagem para o bem-estar.

Em ambos os casos há um estudo aprofundado da anatomia e fisiologia humana, mas também (não menos importante) a abordagem comunicativa e a interação com o cliente, de forma a atuar da melhor forma possível.

Um bom massagista deve ser capaz de reconhecer quais são os desequilíbrios energéticos e estéticos de um indivíduo.

Consequentemente, utilizando as técnicas de massagem mais adequadas às necessidades de restauração do bem-estar do cliente.

Entende-se que ao seguir a profissão de massagista, tanto as técnicas básicas como as mais especializadas devem estudadas e praticadas.

Ou seja, começa-se com um curso de massagem de nível básico e depois amplia-se o conhecimento, seja com cursos de massagem ayurvédica, massagem shiatsu, massagem esportiva, ou outro de sua preferência.

Massagear os tecidos moles do corpo junto com os músculos, com as mãos, principalmente os dedos, aplicando pressão nos pontos estratégicos é uma arte.

Essas técnicas permitem o alívio de um corpo cansado e dolorido e serve para recarregar energias.

Então, vamos ver agora as diferenças entre massagista e massoterapeuta.

Como se tornar uma massagista

Massagistas

A palavra massagista às vezes tem conotações negativas, mas trata-se de uma profissão regulamentada e com profissionais sérios que atuam no setor para garantir qualidade de vida aos clientes.

Vale lembrar que o massagista não precisa fazer um curso de longa duração. Ele pode fazer um curso mais básico de massagem, ao contrário do massoterapeuta.

Massoterapeutas

A profissão de massagista também inclui o massoterapeuta. Porém, ele precisa de uma formação mais prolongada.

Trata-se de um profissional que se preocupa em aliviar dores e problemas de saúde que utilizam a massagem como terapia alternativa.

Portanto, um massoterapeuta é uma pessoa que concluiu um curso de massagem de 2 ou 3 anos.

Por fim, ele estudou e praticou o domínio da arte para aliviar os sintomas de certas dores e trazer equilíbrio ao organismo.

Então, vamos ficando por aqui! Gostou de saber mais sobre a profissão de massagista? Então assista ao vídeo abaixo para mais detalhes e deixe o seu comentário!

Gostou? Então Compartilhe!

4 comentários em “Massagistas: Entenda o Que é e Como Começar”

  • Que matéria extraordinária. Um excelente passo a passo para se tornar uma massagista ou uma massoterapeuta. Com essa crise que estamos passando, acho que também a modalidade delivery, ou seja, se tornar uma massagista que vai até a casa do cliente é um ótima opção. Pois o que não falta é gente estressada, nervosa e com dor, precisando de uma bela massagem.

  • Sempre tive vontade de me tornar uma massagista. Essas dicas são muito boas e a apresentação das técnicas também, pois penso eu que focando na técnica correta, mais adequada ao perfil de cada um, as potencialidades aumentam muito e a pessoa acaba se tornando uma massagistas ou massoterapeuta mais experiente, com as técnicas mais apuradas e tudo isso faz uma enorme diferença na hora do vamos ver , na hora do “touch a touch” com o cliente. Desta vez farei mais cursos e me aperfeiçoarei melhor e me torna uma massagista de sucesso. As orientações deste artigo são fantásticas e me ajudaram muito a escolher que caminho seguir. Parabéns ao elaboradores do Ellas Massagistas, muito conteúdo bom mesmo!!

  • Já sou massagista há mais de 25 anos e percebi que quanto mais técnicas você dominar, pior massagista você é. O ideal é se especializar em, no máximo, 3 a 5 técnicas de massagem. Assim você, com o tempo, cursos e experiência se torna muito bom e consegue fidelizar sua clientela, pois você acaba conseguindo resultados que muitos outros massagistas e até mesmo massoterapeutas não conseguem. O segredo, como tudo na vida, é a repetição e prática. Mas já vi também muitos e muitas massagistas mais novos(as) com muita habilidade, pois trabalham incessantemente suas técnicas e conseguem o que muitos levam anos para conseguir. Já vi de tudo, neste ramo da massagem, o importante é dominar os procedimentos e ter um bom local para receber os seus clientes, com muito conforto, em um ambiente propício para o relaxamento. Então envolve a música ambiente, os odores, a iluminação, a decoração e, claro, a prática e habilidade do massagista. Tendo todos esses fatores alinhados, o ou a massagista tem muito sucesso. É um ramo em franca expansão, apesar de alguns acreditarem o contrário, pois cada vez mais as pessoas estão mais estressadas, com dores e precisando relaxar. Excelente artigo, bem completo, abordando desde as técnicas até conceitos, que a população em geral desconhece, como a diferença entre massoterapeutas e massagistas. Parabéns pelo artigo!

  • Os melhores massagistas, por incrível que pareça, são aqueles que são mais atenciosos e ouvem com atenção as necessidades de seus pacientes. Não estou dizendo que o paciente ou o cliente deve fazer o planejamento das massagens ou interferir de maneira rígida no trabalho do massagista; mas o massagista que presta atenção, de verdade, no que o seu cliente fala são os que obtém os melhores resultados e, como consequência, conseguem aumentar a sua clientela com mais facilidade. Tenho uma massagista, à qual eu vou, pelo menos uma vez por mês e não a troco por nada. Ela trabalha com várias modalidades de massagem, desde as terapêuticas até as mais sensuais. E sempre percebo que, primeiramente, ela me faz uma espécie de entrevista, fazendo várias perguntas. no começo até achei um pouco estranho, pois não estava acostumado. Mas percebi que com todas as informações que passo para minha massagista, ela acerta sempre em cheio, que modalidade aplicar mesmo que, no início, pareça não ser a mais adequada. É impressionante, os resultados são maravilhosos. E dentre todas as massagistas que eu já fui, ela sem dúvida, com a sua simpatia, humildade e paciência, consegue ir longe, onde muitas nem sequer pensam chegar. Hoje ela tem uma rede de Clínica de Massagem e todas as suas massagistas passam por um preparo e curso ministrado por ela, com a sua filosofia de atendimento. Se todas pensassem assim, não precisaríamos de pedir tantas referências e conselhos para conseguir uma boa massagista ou massoterapeuta.

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *