Antes de começar com o conteúdo do artigo, responda mentalmente apenas algumas perguntas: O que a massagem significa para você? A massagem apenas é lembrada, por você, quando sente dores? É uma alternativa adicional para um tratamento de saúde? Costuma praticá-la para administrar o estresse e a ansiedade?

Independentemente da forma como você encara a massagem e das razões que o(a) levam a procurá-la, a verdade é que a massagem não apenas traz benefícios explícitos que promovem melhorias na saúde e bem-estar físico.

A massagem, realizada por massagistas competentes, também traz uma série de outros aperfeiçoamentos e progressos na nossa psicologia, em nossa conduta e na forma como encaramos o mundo.

Ela não apenas melhora nossa autoestima, mas também nos ajuda sermos pessoas melhores, mais focadas, concentradas e equilibradas. Muitos estudos têm demonstrado que a massagem terapêutica estimula e equilibra a secreção de endorfinas e serotonina, que atuam diretamente no humor e no alívio de dores em nossos corpos.

E o mais incrível é que a massagem, realizada com regularidade adequada, também reduz a atuação de genes responsáveis pela desencadeamento da inflamação. Assim, as dores provenientes de quadros inflamatórios são amenizadas com a aplicação regular da massagem.

Alguns hospitais e centros de saúde, inclusive, passaram a incorporar massagens nos tratamentos pós cirúrgicos com resultados fantásticos. Além da recuperação mais célere dos pacientes, estes se tornaram mais conscientes, menos ansiosos e mais comprometidos com suas recuperações.

O segredo foi a aplicação da massagem, de forma regular, adequada ao tratamento e à recuperação, integrada com as recomendações médicas necessárias. Infelizmente, olhar para a massagem como uma alternativa pontual, realizada de forma esporádica, não irá trazer os benefícios almejados.

É necessário a continuidade, pois os efeitos são cumulativos ao longo do tempo, especialmente se a enfermidade ou problema a ser combatido são mais graves e extensos. Mas, muito mais do que um método de alívio de sintomas, a massagem também é uma forma preventiva de grande eficácia e que deveria ser melhor aproveitada.

A depender do tipo de massagem aplicada, o paciente pode se beneficiar de diversas formas. Algumas massagens podem ser muito relaxantes e acalmantes, porém outras, extremamente revigorantes, trazendo mais energia e melhor acuidade mental, melhorando a concentração, agilizando e auxiliando a tomada das melhores decisões.

Alguns escritórios já enxergaram a massagem como um benefício e um diferencial e, como resultado, seus funcionários tornaram-se muito menos dispersos, mais concentrados e alertas.

Em alguns esportes, aos atletas não apenas é recomendado massagens para aliviar as dores após as competições. Massagens específicas também são aplicadas antes de entrarem em ação, aumentando suas energias, melhorando sua autoestima e tornando-os muito mais competitivos.

O medo e as preocupações são reações que desencadeiam uma série de outras consequências indesejadas não apenas na mente, como fisicamente também. Pessoas demasiadamente preocupadas e tensas, com o pavor do futuro ou de situações que estão por vir, podem contrair doenças e males mais sérios e com alto risco à vida.

A massagem terapêutica pode reverter essas condições psicológicas, primeiramente reduzindo os batimentos cardíacos e a pressão sanguínea. Então, um plano de tratamento com massagem bem concebido irá remover os medos, as tensões e amenizar os quadros de estresse crônico.

psicologia e massagem

É sabido que os efeitos da depressão, da ansiedade e do estresse afetam de maneira estrondosa a qualidade de nosso sono. Ao receber a massagem correta para relaxamento, nosso corpo entra em estado de descanso mais facilmente, induzindo e melhorando o sono.

Além disto, apesar dos inúmeros benefícios da tecnologia, paradoxalmente, tem-se observado o aumento nos casos de isolamento e solidão nas pessoas. Essa constante solidão e falta de contato humano ocasiona uma série de problemas psicológicos.

O corpo e a mente destas pessoas tornam-se desconectados, menos suscetíveis a estimulações físicas e emocionais, com sentimentos de dissociação e depressão. E é nestas situações que a massagem pode desempenhar um importante papel na recuperação do sentimentos de afeto, com toques coordenados e harmoniosos.

Os benefícios da massagem na saúde mental não nos causa surpresa, se você começar a entender a interdependência e a intercomunicação entre o corpo e a mente. O nosso corpo físico é uma maravilhosa manifestação de nossos pensamentos. O corpo revela nossas emoções e pensamentos através da postura, das reações e contrações musculares.

Muitos massagistas experientes, apenas observando a postura e a reação de seus pacientes aos toques, conseguem identificar problemas e desconfortos também psicológicos. Alguns músculos, estando mais enrijecidos do que outros, revelam um estado mental de ansiedade e estresse.

Durante os tratamentos de massagem, o terapeuta poderá pedir para o paciente respirar profundamente e calmamente. No aspecto psicológico, estas manobras poderão ter a função de encorajar o desenvolvimento da confiança e autoestima, tornando a pessoa muito mais consciente de suas decisões.

Todos nós precisamos de contato físico. E a massagem, em um mundo agitado e tecnológico, pode trazer o relaxamento desejado, juntamente com as emoções de carinho e afeto. Psicologicamente, essas emoções trazem outros inúmeros benefícios desejados, melhorando e curando nossos corpos e almas.

Gostou? Então Compartilhe!

3 comentários em “Porque a Massagem Deveria Fazer Parte da Sua Vida”

  • A massagem é muito mais do que toques e movimentos. É envolvimento, é troca de energia. Os efeitos mentais da massagem podem ser percebidos logo na primeira sessão. É claro que, como dito no artigo, o efeito é cumulativo, então deve haver uma continuidade; mas logo no início do tratamento os benefícios e efeitos são muito perceptíveis. O dia de quem fez uma massagem fica mais leve, menos pesado e mais calmo. A vida parece ser menos dura e mais bela. É uma válvula de escape para o estresse, tornando nossa jornada muito mais tolerável e tranquila.

  • A massagem já faz parte da minha vida há muito tempo. Depois de sofrer um infarto e me ver diante da morte, depois de anos de estresse no trabalho, resolvi reagir e procurei a massagem e atividades físicas. Hoje, posso dizer que estou muito melhor. Sou uma pessoa mais resiliente, mais focada e menos estressada e nervosa.
    Os próprios toques da massagem já me ajudam muito a relaxar, me tornar uma pessoa melhor e mais saudável.

  • Gostaria de ter a disponibilidade de inserir a massagem com um hábito na minha rotina. Me sinto muito cansado e desmotivado, acho que uma massagem de vez em quando me ajudaria a acalmar e relaxar. No próximo mês, quando eu já estiver com maior estabilidade e local fixo de trabalho, irei procurar uma massagista para me ajudar a aumentar a minha disposição e vitalidade.
    Excelente artigo, me fez acordar e ver que a vida não é feita só de trabalho.

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *