A melhor massagem é aquela que resolve nosso problema. Ninguém duvida disto. Mas e como saber qual massagem escolher, quais os tipos existentes e as características de cada uma? Para responder a essa pergunta, primeiramente temos que ter em mente que podem existir diversas técnicas para um mesmo objetivo. Ou seja, nem sempre um só tipo de massagem poderá lhe ajudar e que, frequentemente, a combinação de várias modalidades pode trazer resultados bem mais satisfatórios.

Então vamos conhecer alguns tipos de massagens, que provavelmente irão ajudá-lo a identificar o procedimento para mais adequado para sua situação.

1- Relaxante, também conhecida como antiestresse.

Indicada para pessoas ansiosas, estressadas ou aquelas que estão passando por momentos mais complicados em suas vidas. O método consiste em realizar deslizamentos repetitivos com as palmas das mãos e pontas dos dedos, com a utilização de óleos e géis corporais, em pontos específicos, preferencialmente, bem devagar e efetuando movimentos profundos e calmos para deixar o receptor bem relaxado.

Como concentramos a maior parte de nossas tensões nos ombros, é nesta área que devem ser realizados os trabalhos de forma mais consistente, ampliando todo o movimento para o restante das costas e repetindo o procedimento diversas vezes, sem pressa e de forma bastante cuidadosa.

2- Shiatsu

Assim como a massagem relaxante, o shiatsu também é aplicado para os casos de estresse, principalmente físicos. Além de melhorar e aliviar as tensões nos músculos, ele também corrige posturas, facilita a eliminação de toxinas do corpo, melhorando a circulação sanguínea e reequilibrando o fluxo de energia.

A técnica também utiliza as palmas das mãos, polegares e pressões exercidas pelos cotovelos que fazem com que a energia seja canalizada e siga fluindo pelos caminhos adequados, tornado-se um método extremamente energizante e que promove o bem estar.

3- Pedras Quentes

massagem pedras quentes

Nesta forma de massagem também podem ser utilizadas pedras frias. Antes de tudo, é necessário esclarecer que nesta modalidade, a escolha de um profissional realmente capacitado é imprescindível. Este, além de saber escolher o tipo de pedra adequado, também deve dominar totalmente a técnica e com ampla experiência.

A utilização das pedras, às vezes de forma alternada (frias e quentes), é uma excelente maneira de facilitar e aumentar os fluxos corporais, tais como o sanguíneo e linfático, reforçando os mecanismos de desintoxicação do corpo, facilitando inclusive o emagrecimento e desobstrução do fluxo energético.

Entre os principais problemas atacados pela massagem com pedras quentes, temos: diminuição do cansaço, alívio de dores musculares e tensionais, auxílio nos processos de eliminação de hematomas e úlceras (machucados), desintoxicação e perda de gordura corporal, além de também promover um intenso relaxamento.

4- Ayurvédica

É uma massagem de origem indiana, amplamente utilizada para desbloqueio da energia vital. Aliás, para os indianos adeptos, somente ficamos doentes quando há alguma obstrução de nossos caminhos de fluxo de energia. Sendo assim, o que esta técnica oferece é justamente abrir os canais energéticos com muitos alongamentos, toques profundos e amplos com os pés, cotovelos e mãos para liberação de toxinas e relaxamento dos músculos.

A massagem é aplicada para uma séria de casos: dores e tensões musculares, postura, dores na coluna, ansiedade, depressões e dores de cabeça recorrentes, como enxaquecas.

5- Massagem Sueca

Talvez seja esta a massagem mais utilizada por todos nós. Assim, quando realizamos movimentos profundos e lentos, através de círculos e/ou linhas retas, estaremos realizando, provavelmente, uma versão da massagem sueca. Para os iniciantes, sejam profissionais ou receptores, é a técnica ideal para para se escolher e começar.

Indicada para relaxamento, alívio de tensões nervosas e estresse, sendo realizada com óleos ou lavandas, permitindo o deslizamentos adequado das mãos e dedos, trazendo intensa sensação de tranquilidade e conforto.

Gostou? Então Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *