Você sabe qual é a diferença entre massagista e massoterapeuta? Pode até parecer que são a mesma atividade, mas há algumas diferenças.

Embora esses termos às vezes sejam usados como sinônimos por algumas pessoas, vale a pena conhecer as peculiaridades de cada um.

Sim, ambos oferecem serviços de massagem aos seus clientes. Porém, a diferença fundamental consiste, basicamente, na formação.

Então, acompanhe a leitura para entender do que se trata cada profissional!

Entenda qual é a diferença entre massagista e massoterapeuta

A diferença essencial entre massagem e massoterapia se refere à formação do profissional. Um massoterapeuta possui educação técnica para atuar neste segmento.

Inclusive, o massoterapeuta pode ser credenciado. Em todo caso, o treinamento para se tornar um massagista em ambos os casos é muito bem-visto do ponto de vista médico.

Isso porque a massagem traz inúmeros benefícios para a saúde, seja para tratar doenças, lesões, distúrbios ou apenas para relaxar.

Nesse contexto, para entender qual é a diferença entre massagista e massoterapeuta, vale a pena prestar atenção neste ponto e o que é necessário saber antes de contratar seus serviços de massagem.

O massoterapeuta pode atuar em situações mais específicas, enquanto o massagista não precisa necessariamente passar por treinamento profissionalizante de longo prazo.

O treinamento técnico em massoterapia leva cerca de dois anos. Esse é o tempo que o aluno estuda e prática para se especializar em técnicas diversas.

Por exemplo, quiropraxia, tui-ná, massagem laboral, reflexologia podal, massagem modeladora, entre outras.

Além disso, o curso de massoterapia também oferece conhecimentos mais profundos de anatomia e fisiologia.

Já o massagista é um profissional que pode fazer cursos de menor duração para se tornar especialista em uma determinada técnica de massagem.

Alguns exemplos são as técnicas de massagem relaxante, drenagem linfática ou a massagem clássica. Nesse caso, o aluno massagista recebe instruções em anatomia básica.

O que faz o massoterapeuta?

Com o objetivo de conhecer melhor qual é a diferença entre massagista e massoterapeuta, vamos ver agora o que faz o massoterapeuta.

O termo massoterapia se refere a uma massagem curativa. Esta técnica de terapia é milenar.

Ou seja, foi usada por nossos ancestrais em muitas outras culturas e civilizações. Desse modo, inclui uma grande variedade de técnicas manuais.

Apesar das distintas filosofias e das diferentes formas de manipulação, essas técnicas têm vários elementos em comum.

Massoterapeuta

Entre os objetivos da massagem terapêutica, podemos citar:

  • Promover o relaxamento dos músculos e dos nervos.
  • Melhorar a circulação do sangue e a linfática.
  • Promover a saída de toxinas.
  • Auxiliar no bom funcionamento dos órgãos vitais.
  • Melhorar o estado de alerta.
  • Aliviar o estresse.
  • Ajudar na flexibilidade.
  • Aliviar dores musculares e articulares.
  • Melhorar a postura.

Benefícios da massoterapia

A massagem terapêutica é adequada para a maioria das pessoas, desde crianças até idosos.

Seus efeitos calmantes ou energizantes podem reduzir a irritação nervosa e aliviar doenças relacionadas ao estresse. Por exemplo, enxaquecas e insônia. Portanto, traz bem-estar geral.

Então, ao analisar qual é a diferença entre massagista e massoterapeuta, é interessante observar que ambos se preocupam com a saúde física e mental das pessoas.

Veja a seguir algumas situações nas quais a massoterapia pode ser aplicada.

Massoterapia após a gravidez

A massagem terapêutica é amplamente utilizada durante a gravidez, pois reduz o risco de lesões perineais durante o parto. Além disso, diminui o desconforto do pós-parto, reequilibra o corpo e reduz a tensão muscular.

Massoterapia para relaxamento

O efeito positivo da massagem terapêutica para a ansiedade tem sido observado em vários estudos.

Graças às suas propriedades relaxantes, a massagem terapêutica permite um melhor tratamento das situações que desencadeiam, por exemplo, a ansiedade na vida cotidiana.

Alívio da dor nas costas e musculares

Numerosos estudos demonstraram a eficácia da massagem terapêutica no tratamento da dor lombar, especialmente quando a massagem é realizada por terapeutas credenciados.

Dar mais qualidade de vida para pessoas com câncer

A massagem terapêutica tem benefícios significativos para pacientes com câncer. Ela melhora o nível de relaxamento, humor e qualidade do sono do paciente.

Também ajuda a reduzir a fadiga, a ansiedade, a náusea e a dor nos pacientes, o que melhora a resposta do sistema imunológico.

O que faz o massagista?

Agora vamos ver o que é o massagista, para compreender qual é a diferença entre massagista e massoterapeuta.

A profissão de massagista é reconhecida por lei federal desde 1961. As técnicas de massagem foram introduzidas em nossa sociedade principalmente no início do século 20.

Nesse sentido, as experiências foram passadas de geração em geração ao longo dos anos. Com a mudança de vida das pessoas, surgiu a necessidade de profissionais qualificados, com conhecimentos e técnicas próprios para aprimorar para as melhores massagens.

Algumas das técnicas corporais reconhecidas atualmente são:

  • Shantala.
  • Shiatsu.
  • Tuina
  • Ayurveda.
  • Sueca.
  • Drenagem Linfática.
  • Reflexologia.
  • Quiropraxia.
  • Reiki.
  • Terapia Prânica.
  • Sensuais.

Portanto, os massoterapeutas são massagistas com uma formação específica, enquanto o termo massagista se refere a uma formação mais livre.

Massagista e massoterapeuta: vantagens da profissão

Versatilidade

 A vantagem mais marcante de um curso de formação em massagem é a versatilidade. Não se trata de um trabalho monótono, mas um amplo sistema que proporciona novas impressões a cada dia.

Nenhum paciente é igual ao outro, são inúmeros os tipos de massagem, desde as práticas dos orientais, passando por conceitos clássicos e combinações de diferentes técnicas para melhor aproveitamento da massagem.

Portanto, é um ambiente que sempre desafia o massagista. O tédio nunca surge na profissão de massagista. Pelo contrário, o praticante experiente aprende algo novo a cada dia.

E, também, é capaz de atender às necessidades do cliente com o entusiasmo necessário para este campo de trabalho.

Além do mais, existe a possibilidade de se especializar em inúmeras técnicas diferenciadas.

Portanto, além de saber qual é a diferença entre massagista e massoterapeuta, continue lendo para saber mais sobre as vantagens da atuação profissional em ambos os casos.

Possibilidade de aperfeiçoamento constante

Muitas profissões tendem a não oferecer ao praticante a oportunidade de se desenvolver de forma contínua.

Nesses casos, os especialistas não têm escolha a não ser realizar continuamente os mesmos processos todos os dias.

Isso pode levar à insatisfação e diminuir o entusiasmo pelo campo de atividade. Por sua vez, o treinamento na arte da massagem não apresenta esse problema.

Trabalhar como um massagista ou massoterapeuta responsável requer uma expansão constante de habilidades.

Isso não significa necessariamente melhorar o nível de treinamento, e sim otimizar a qualidade por meio da experiência. E, também, aprender novas práticas para melhorar o desempenho.

Aperfeiçoamento do massagista e massoterapeuta

Demanda crescente

Com o treinamento em massagem, os interessados ​​se beneficiam de um treinamento com grande potencial de demanda.

O ritmo acelerado da sociedade e as mudanças crescentes no sistema de saúde estão trazendo mais popularidade para as diferentes técnicas de massagem.

É por isso que o massagista não precisa se preocupar quanto ao mercado de trabalho. A demanda é constante e tende a aumentar, principalmente com o aumento do estresse no dia a dia. Nesse sentido, é sempre bom estar bem preparado.

Conseguiu esclarecer suas dúvidas sobre qual é a diferença entre massagista e massoterapeuta? Espero que as informações tenham sido úteis.

Gostou? Então Compartilhe!

3 comentários em “Massagista e massoterapeuta: qual a diferença?”

  • Além das diferenças expostas no artigo, que por sinal, bastante completo e muito explicativo, a massoterapia é usada mais em casos mais graves, pois o massagista não pode atuar após um certo limite, dado o menor conhecimento. Mas conheço muitas massagistas que dão um show de bola e fazem por merecer. Semana passada estive com uma bela massagista que me surpreendeu. Além do relaxamento total, conseguiu melhorar minhas fortes cãibras que tinha nas pernas. Sempre tive esse problema e com essa massagista, a melhora foi significativa, as dores aliviaram muito. Espero que um dia desapareçam.

  • No meu ver a diferença básica é o grau de especialização. O Massoterapeuta entende uma série de fenômenos fisiológicos que podem ser resolvidos, amenizados e até mesmo piorados com a massagem. Tem certificação e alguns são provenientes até mesmo de outras áreas da saúde. Um massoterapeuta credenciado, por exemplo, atua em parceria com médicos para ampliar o tratamento de um paciente e, apesar, de na área médica ainda haver muito preconceito, alguns hospitais e clínicas médicas operam com medicinas alternativas, e dentre eles a figura do massoterapeuta é fundamental. O massagista, também pode ser certificado, mas seu grau de conhecimento é um pouco inferior. Ele pode até dominar todas as técnicas, obtidas através de muita preparação cursos e a própria experiência, mas seus conhecimentos não são tão vastos como de um massoterapeuta. Por exemplo, um massagista pode ser aperfeiçoar em um nível bastante elevado sobre determinada técnica ou modalidade de massagem. Um massoterapeuta, além deste aperfeiçoamento, ele reconhece mais a fundos os critérios sobre os quais cada técnica é empregada, inclusive cientificamente.
    Agora quanta à prática, certamente, que existem massagistas bem mais experientes do que alguns massoterapeutas e realizam o seu trabalho com tamanho esmero e detalhamento, que podem (e ocorrem fatos assim diversas vezes), que o massagista é mais técnico do que o massoterapeuta e reconhece o problema com maior facilidade e seus resultados podem ser muitas vezes melhores. A dica é sempre pesquisar bastante, pedir referências de bons massagistas ou massoterapeutas, experimentar e conversar com os profissionais. Às vezes, em uma simples conversa, já conseguimos separar o trigo do joio. Mas, como tudo na vida é relativo, há ótimos massagistas como péssimos massoterapeutas, e vice-versa. É questão de experimentar, conversar e pedir referências, sempre. Ótimo artigo, bem completo. abordou as principais diferenças. Muito bom, elucida um pouco o trabalho de ambos os profissionais, que a maioria desconhece. Parabéns ao escritor do texto no Ellas Massagistas.

  • Sim, como todos já sabem a massoterapia envolve muito mais preparo, estudo e detalhamento das técnicas empregadas, como dito pelos colegas acima e pelo próprio texto. Mas a massoterapia também, a depender do profissional, pode torná-lo enrijecido, focado apenas no que aprendeu com profundidade. Em alguns nichos de mercado, o massagista é mais demandado, pois é mais versátil. Mesmo que não tenha tanto estudo, ele pode desenvolver a mesma experiência ou até mesmo superior ao massoterapeuta. Essa versatilidade do massagista, no geral, é benéfica pois o habilita a empregar diversas técnicas (como o Mix de Massagens) e trazer não só relaxamento e alívio de dores, mas também pode provocar sensações únicas que só quem já experimentou uma massagem bem feita pode entender. Não estou do lado de ninguém, ambos os profissionais são importantes, apenas quero dizer que a depender da situação, um massagista experiente pode sanar os problemas do cliente e ainda de quebra trazer sensações deliciosas de prazer, bem-estar, que talvez uma massagem muito “quadrada” não produz. Mas também, no meu meio, conheço muito massoterapeutas que são fantásticos, tanto quanto os massagistas. Tudo vai depender da dedicação do profissional e de sua boa vontade.

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *