A vida se torna bem melhor quando estamos relaxados e revigorados. Quando o estresse vai embora, geralmente algumas dores também vão.

A flexibilidade aumenta, ficamos mais animados, positivos e nossas articulações parecem estar mais alongadas e menos rígidas.

Muitos se sentem desanimados e desmotivados, inclusive para procurar ajuda ou um tratamento terapêutico, como a massagem, para resolver seus problemas e desconfortos.

Pensando nisso, criamos este artigo com algumas dicas importantes de como localizar o massagista ideal para cada caso, assim como algumas informações sobre o que perguntar antes de contratar um profissional.

Antes de tudo, precisamos saber quais são as taxas usuais de mercado que os terapeutas e massagistas costumam cobrar de seus clientes.

Os valores variam muito, principalmente, de acordo com o tipo de massagem aplicada, número de sessões necessárias, frequência das massagens e até mesmo se os procedimentos serão realizados em uma clínica, em um spa, em domicílio, em estúdios ou em outros locais.

Uma taxa realista, como exemplo, pode variar entre R$ 2,00 a R$ 4,00 por minuto. Sem mencionar os gastos com deslocamentos, se for o caso.

Também varia de acordo com os serviços extras oferecidos aos clientes, tais como aromaterapia, toalhas aquecidas, tratamentos específicos (como exemplo as massagens orientadas para casos de artrites) e outros.

Porém, antes de agendar as sessões, procure se informar e pesquisar os valores com outros profissionais, mas sempre considerando a qualificação dos profissionais envolvidos, seus diferenciais e serviços adicionais.

Pergunte ao massagista terapeuta sobre suas qualificações, especializações e credenciamentos. Faça um levantamento do profissional no mercado com referências sólidas sobre suas experiências, certificando-se de que ele(a) tem o conhecimento adequado para suas necessidades e objetivos.

O que podemos esperar em nossa primeira sessão de massagem?

Antes de iniciar as sessões de terapia da massagem, o profissional massagista irá pedir que você lhe forneça informações sobre sua saúde geral, recomendações médicas, indicando claramente seus objetivos e desejos como resultado dos procedimentos.

Outras informações também poderão ser solicitadas, tais como experiência prévia com outras massagens ou profissionais.

Se você tem em mente algum tipo ou modalidade de massagem preferida, indicando seus motivos; tipo de pressão dos toques que você gosta; ou se há alguma região que não gostaria de ser tocado(a) e outros.

Algumas pessoas têm uma maior sensibilidade e, até mesmo lesões, que deverão comunicadas com detalhes ao massagista terapeuta.

Assim, com todas essas informações, o profissional estará apto a desenvolver todo um plano de tratamento, identificando junto com o paciente o tipo de massagem, quantidade de sessões e frequência dos procedimentos.

Outros detalhes mais específicos também serão levantados, como a forma de se sentar ou deitar na maca – tudo para deixar o paciente o mais confortável possível, trazendo bem-estar e relaxamento.

Quais os tipos de massagem são oferecidos e quais são recomendados?

Massagistas profissionais credenciados costumam oferecer uma ampla gama de modalidade de massagem, a depender das necessidades do paciente.

As massagens suecas têm o foco nos movimentos com intensidade baixa a média, e tem como principal objetivo o relaxamento, eliminando qualquer desconforto mental como estresse e ansiedade.

A massagem dos tecidos profundos já possui uma intensidade de moderada a alta, atuando diretamente sobre os músculos, aliviando dores e contraturas, sendo bastante recomendada para esportistas e atletas na recuperação pós-treino.

Mas a principal medida a ser realizada é dizer, de forma honesta, ao profissional quais são seus objetivos, que certamente a escolha será muito mais rigorosa, trazendo-lhe em pouco tempo os resultados desejados.

E para aqueles que possuem algum tipo de lesão ou problemas musculares?

Antes de iniciar qualquer tratamento terapêutico envolvendo a massagem, uma consulta médica especializada será necessária para avaliação do quadro geral de saúde do paciente.

Uma vez liberado pelo médico, o paciente deverá consultar o massagista, que determinará qual a modalidade de massagem aplicada em seu caso, assim como a pressão realizada nos procedimentos e a quantidade de sessões necessárias.

Será que preciso ficar nu para realizar as sessões de massagem?

Novamente, converse com seu massagista a respeito. Mesmo sem a roupa, massagistas credenciados utilizam toalhas e lençóis para cobrir os corpos de seus pacientes.

O importante é o seu conforto. Quem se sentir melhor sem as roupas, que podem dificultar os movimentos e manobras, não ficará desprotegido(a). Suas partes íntimas serão cobertas com toalhas e/ou lençóis.

Quem preferir, poderá também ficar com roupas mais largas e confortáveis, que não irão dificultar o trabalho do massagista. O importante é que o paciente fique relaxado e sempre confortável.

Lembre-se, sempre, de que massagistas são profissionais regulamentados e que todo o tratamento terá como base o respeito e confiança mútua.

Tente, com frequência, expor suas vontades, suas experiências e desejos para o massagistas. É muito importante seu feedback e, extremamente, recomendável para a contínua melhoria do tratamento.

Converse, faça quantas perguntas forem necessárias. Faça com que seu massagista saiba se há algum movimento que o machuca ou que lhe cause desconforto.

Quanto melhor a comunicação entre os envolvidos, mais rápido e de forma mais eficaz serão obtidos os resultados, que serão muito mais duradouros.

Gostou? Então Compartilhe!

2 comentários em “Por que e Como Contratar um(a) Massagista Terapeuta?”

  • Sempre tive muitas dúvidas sobre como contratar um massagista. Não sabia se era apenas aconselhável para relaxamento. E percebi que a contratação de um massoterapeuta é muito mais simples do que imaginava.
    Também sempre achei que as sessões seriam entediantes, mas é bom saber que não há problema algum dialogar com o massagista, expor o que estou sentindo e tentando auxiliá-lo da melhor maneira, assim como fornecer informações sobre nossa saúde.
    Gostei muito do texto. Tirou muitas das minhas dúvidas.
    Obrigado!

  • É importantíssimos saber qual profissional escolher diante de tantas opções disponíveis no mercado. Primeiramente, penso que devemos escolher o massagista baseado na confiança e através de recomendações de pessoas que confiamos.
    Outro aspecto importante a avaliar são as qualificações e credenciamentos dos profissionais, pois as técnicas de massagem são frequentemente renovadas e melhoradas e o profissional que segue as inovações, frequentemente, é aquele que traz os maiores e melhores benefícios para seus clientes.
    Esse artigo do blog do Ellas Massagistas é, certamente, uma utilidade pública por abordar um assunto tão significativo para aqueles que buscam ajudam e melhorar sua saúde geral com a massagem.

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *