As terapias alternativas para depressão e ansiedade são práticas não convencionais usadas para tratar uma variedade de condições médicas e mentais.

Nos últimos anos, elas cresceram e complementam um conjunto de tratamentos médicos, como forma de que o paciente obtenha melhores resultados em seu quadro clínico.

A busca por terapias alternativas que tornem o corpo e a mente saudáveis, de formas menos agressivas para o organismo, tem levado as pessoas a recorrerem a essas práticas para curar muitos males, tanto simples como os incapacitantes.

Então, acompanhe a leitura para conhecer algumas dessas terapias alternativas e como elas podem te ajudar a lidar com problemas emocionais!

Dicas de terapias alternativas para depressão e ansiedade

1 – Massagens terapêuticas

A massagem terapêutica é frequentemente usada para tratar dores musculares, lesões e rigidez.

Ela também é recomendada para tratar problemas mentais e emocionais, incluindo estresse, ansiedade e depressão.

Considerada uma técnica de relaxamento, a massagem terapêutica pode ajudar a reduzir a tensão e despertar sensações de calma e relaxamento profundo.

Além disso, entre as terapias alternativas para depressão e ansiedade, ela pode ser capaz de conter os sentimentos negativos, bem como ajudar a controlar sintomas do transtorno do pânico.

Massagem Terapêutica

Como funciona a massagem terapêutica?

Essa massagem consiste em manipular os músculos com pressão em diferentes grupos musculares. Os massoterapeutas usam as mãos e os óleos de massagem para trabalhar os músculos.

Alguns massoterapeutas também incluem óleos de aromaterapia e música tranquila para ajudar a criar uma experiência pacífica e profundamente relaxante.

Existem muitos tipos diferentes de massagens oferecidas por massoterapeutas.

Dependendo do estilo, elas variam de acordo com a pressão e o foco do grupo muscular. Confira a seguir alguns exemplos.

Massagem Sueca

Este é o tipo de massagem mais popular e visa ajudar a relaxar o corpo e a mente. É uma massagem aplicada em todo o corpo, em que a pessoa se deita na cama enquanto o massagista trabalha lentamente os diferentes grupos musculares.

A massagem sueca é uma das terapias alternativas para depressão e ansiedade, pois ajuda a circular o fluxo sanguíneo, a aliviar o estresse mental e a reduzir as dores e tensões musculares.

Shiatsu

Conhecido como método de acupressão, o Shiatsu é uma forma de massagem semelhante à acupuntura.

A técnica é do Japão e significa “pressão do dedo”. Em vez de usar agulhas como a acupuntura, os praticantes massagistas usam os dedos nos pontos de pressão.

Entende-se que empurrar esses pontos ajuda a liberar energia e restaurar o equilíbrio do corpo e da mente.

Massagem Shiatsu

Tuiná

A massagem Tuiná é uma técnica manual chinesa milenar que inclui vários tipos de movimentos e mobilização articular capazes de estimular canais de energia do corpo humano.

Ela ajusta as forças Yin e Yang, previne e trata patologias dolorosas, contraturas, tensões físicas e mentais.

O tratamento visa identificar e reequilibrar as alterações que dificultam e bloqueiam a livre movimentação do Chi (energia vital) no corpo. Portanto, é uma das terapias alternativas para depressão e ansiedade.

As técnicas manuais utilizadas na massagem Tuiná incluem empurrar, pressionar, bater e beliscar, fricção, fazer manobras de vibração, muitas vezes personalizadas por cada operador.

Todas essas manobras são alternadas durante a sessão, mas a escolha depende sempre do tipo de cada paciente individual, de sua condição clínica. E, também, do momento específico em que realiza o tratamento.

Essa massagem pode ser praticada também como um tratamento relaxante e de estresse, ansiedade e depressão.

As escolas japonesas de Shiatsu se basearam na técnica Tuiná, principalmente as contemporâneas de reflexologia podal e acupressão.

Reflexologia podal

A ansiedade e a depressão são problemas que devem ser tratados assim que aparecem e, em situações particulares, com tratamento psicológico e médico.

No entanto, a massagem de reflexologia podal pode ajudar e aliviar essa condição. Na verdade, é possível utilizar este tipo de tratamento não só para a depressão leve, mas também em situações mais graves, sempre combinado com outras terapias específicas estabelecidas pelo próprio médico.

Pela reflexologia podal, tecnicamente, é necessário intervir em pontos reflexos específicos do pé para restaurar o equilíbrio natural de todo o sistema imunológico e hormonal. Entre as terapias alternativas para depressão e ansiedade, essa é bem poderosa.

Inicialmente, a primeira dificuldade que você pode sentir ao trabalhar na reflexologia podal se deve ao fato de que muitas pessoas, talvez por serem muito sensíveis, têm dificuldade em ter os pés tocados .

Porém, esse método proporciona um equilíbrio energético que se reflete no corpo e na mente.

Reflexologia Podal

2 – Aromaterapia: terapias alternativas para depressão e ansiedade

Óleo essencial de limão

A medicina natural experimentou um desenvolvimento constante durante séculos. Estudos já demonstraram que o óleo essencial de limão é um remédio importante para o estresse e a depressão.

Isso acontece devido à capacidade de elevar o nível de serotonina (o hormônio da felicidade) no cérebro.

O aroma age sobre os neurotransmissores, combatendo os sintomas de depressão e melancolia.

Óleo essencial de laranja

Assim como o limão, as notas cítricas da laranja também podem ser benéficas no tratamento da depressão e ansiedade.

Dois tipos de óleo essencial de laranja podem ser usados para aromaterapia: o amargo e o doce.

O óleo essencial de laranja doce é obtido por prensagem a frio das cascas da fruta madura e, inserido na lâmpada de aroma, espalha no ambiente uma fragrância deliciosa e relaxante, que concilia o sono e promove o apetite.

Entre as terapias alternativas para depressão e ansiedade, o óleo essencial de laranja amarga mostra-se particularmente eficaz. Ele tem ação energizante e revigorante.

É um calmante natural, pois relaxa a alma e devolve uma sensação de bem-estar generalizado, permitindo a recuperação das energias perdidas.

Óleo essencial de lavanda

Óleo de Massagem Lavanda

Conhecemos o óleo essencial de lavanda por suas inúmeras aplicações no campo da aromaterapia, bem como pela sua fragrância delicada e agradável.

Ele desempenha um interessante papel na luta contra a depressão e estados de ânimo inconstantes, bem como a ansiedade e inquietação.

Basta massagear suavemente as palmas das mãos e têmporas com algumas gotas de óleo essencial de lavanda para experimentar imediatamente uma sensação de paz e bem-estar interior.

Além disso, um banho quente com 3 ou 4 gotas diluídas em água também é recomendado.

Óleo essencial de pinho

O óleo essencial de pinho também restaura o equilíbrio. Se a ansiedade, o estresse, a depressão e a melancolia dominam o corpo e a mente, uma solução é contar com esse óleo para aromaterapia.

A planta é conhecida desde a antiguidade pela sua força regeneradora e o seu efeito é muito benéfico para a autoestima. Está também na lista de terapias alternativas para depressão e ansiedade.

Óleo essencial de erva-cidreira

O óleo essencial de erva-cidreira atua no sistema nervoso com uma ação relaxante mas também revigorante.

É indicado em casos de estados depressivos por traumas emocionais. Tem um efeito equilibrador, acalma excessos, fortalece a personalidade e controla a emocionalidade.

Pode ser usado com aplicação de 5 gotas em um difusor com água quente.

Vale lembrar que ele não é recomendado para quem sofre de disfunção tireoidiana, pois pode interferir nos medicamentos utilizados.

3 – Yoga

Há cada vez mais estudos que atestam como a prática de yoga e técnicas de respiração aliviam os sintomas de depressão.

A prática de Yoga auxilia no combate à depressão causada pela ansiedade, pois reduz os hormônios do estresse, como o cortisol e a adrenalina, induzindo ao relaxamento.

Uma vez ativada a resposta de relaxamento, muitas pessoas sentem que, em vez de tentar escapar de seus sentimentos, podem ficar com eles, o que é essencial para identificar os fatores psicológicos que desencadeiam a ansiedade e a depressão.

Normalmente, a primeira maneira pela qual os ocidentais aprendem a desenvolver a consciência na yoga é praticando as posturas.

As instruções recebidas são principalmente para dar à mente ocupada algo em que se concentrar e manter no momento presente.

Yoga - Terapia Alternativa

Sendo uma das terapias alternativas para depressão e ansiedade, para pessoas com esses problemas, esta é uma boa solução.

Além de seus benefícios fisiológicos, o yoga ensina a atenção plena, uma habilidade valiosa para pessoas que lutam contra problemas emocionais.

A prática do yoga ensina o tipo de aceitação necessária para administrar essas situações e aumentar a sensação de paz interior e confiança.

Um dos sintomas mais desorientadores da depressão e das situações de angústia ou doença é a sensação de isolamento e desconexão de si mesmo e do mundo ao seu redor.

À medida que a pessoa se abre para a prática física, respiração ou meditação, e para a filosofia da yoga, será capaz de perceber mais abertamente que não há separação entre a pessoa e o universo.

4 – Reiki: terapias alternativas para depressão e ansiedade

Embora muitas pessoas optem por praticar Reiki para facilitar o processo de autocura física, esta técnica também demonstrou apoiar o bem-estar mental e emocional, melhorando muito o equilíbrio psicológico.

O Reiki é uma técnica ou terapia milenar de origem japonesa e hoje tem milhões de seguidores em todo o mundo.

É definido como um método simples de aprendizagem e ensino para alcançar o equilíbrio e eliminar quaisquer doenças que impeçam o nosso bem-estar.

Para isso, o Reiki baseia-se na canalização da energia interior e também da energia que nos rodeia, para poder aplicá-la onde existe um bloqueio energético responsável por essa dor.

Logo, é um dos métodos de terapias alternativas para depressão e ansiedade bastante eficazes.

Encontrar o bem-estar, canalizando energia positiva por meio das mãos é o objetivo principal.

Além disso, é uma disciplina holística que se concentra em todos os aspectos da pessoa agindo em um nível físico, mental e emocional.

Existem diferentes formas de aplicar os tratamentos de Reiki, dependendo do distúrbio que se deseja melhorar, sempre levando em consideração a integração necessária entre corpo, mente e espírito.

O Reiki é aprendido e não busca apenas a cura por meio da energia, mas também o crescimento da pessoa, melhorando sua percepção de tudo ao seu redor.

Além disso, essa terapia complementar, que nunca substitui o diagnóstico e o tratamento médico, pode ser autoaplicada.

Nos Estados Unidos, Grã-Bretanha e Espanha, alguns hospitais já oferecem a possibilidade de integrar o tratamento tradicional à terapia Reiki como mais uma forma de buscar a saúde e o bem-estar.

5 – Thetahealing

Vamos ver mais terapias alternativas para depressão e ansiedade.

Esta é uma técnica que ensina como usar nosso talento natural para a intuição, por meio de um estágio meditativo profundo onde as ondas cerebrais Theta são detectáveis.

ThetaHealing foi fundada por Vianna Stibal, uma médica intuitiva americana, que trouxe à luz uma técnica milenar, agora disponível para qualquer pessoa que queira embarcar em uma jornada de autocura.

Esta é uma técnica que ensina como usar nosso talento natural de intuição, por meio de um estágio meditativo profundo.

Este estado mental é a maneira pela qual se torna possível conectar-se com a Força Criativa Primordial e testemunhar curas energéticas profundas.

As ondas cerebrais Theta são aquelas que correspondem a um estado de relaxamento profundo ou sono REM.

Essas ondas permitem ao sujeito sentir e lembrar, aliviar o estresse, reduzir a dor, promover a liberação de endorfinas e sincronizar os dois hemisférios do cérebro.

Descobertas recentes relatadas no American Journal of Psychiatry sugerem que o aumento da atividade Theta no cérebro cria uma recuperação de sintomas de depressão.

Portanto, o ThetaHealing é uma técnica oferece a possibilidade de:

  • Realizar o que queremos para nós, tornando-nos conscientes de quem somos.
  • Criar a nossa realidade como a queremos.
  • Conseguir objetivos que traçamos: amor, sucesso, saúde, dinheiro.

Por meio do ThetaHealing, é possível mudar as emoções negativas e substituí-las por pensamentos e sentimentos positivos, aliviar o estresse, diminuir a ansiedade, facilitar o relaxamento físico e mental.

Thetahealing

6 – Cromoterapia: terapias alternativas para depressão e ansiedade

Entre as terapias alternativas para depressão e ansiedade, a cromoterapia baseia-se na relação entre cores e emoções.

É uma disciplina alternativa que explora as propriedades das cores para tratar certos distúrbios segundo a teoria de que as cores são energia e falam com o nosso corpo.

As cores consistem em ondas eletromagnéticas com sua própria frequência específica dentro do espectro de luz branca.

E é por meio de suas frequências que enviam mensagens que chegam ao nosso corpo e à nossa mente e enviam respostas tanto no nível físico quanto emocional.

Esta energia é absorvida pelo nosso corpo a nível físico, químico e psíquico, não apenas pela visão, mas também pela da pele e pelo cérebro.

De acordo com algumas teorias, as cores dilatam ou estreitam os vasos sanguíneos, aumentam a produção de glóbulos vermelhos e brancos e de enzimas, fortalecem o sistema imunológico e os tecidos e promovem a oxigenação do sangue.

Na década de 1950, o psicoterapeuta Max Lüscher inventou o teste da cor, um teste psicológico que analisa o estado de espírito de uma pessoa a partir de sua preferência.

Entre as terapias alternativas para depressão e ansiedade, essa parte do pressuposto de que a escolha ocorre inconscientemente revelando a personalidade de um indivíduo.

7 – Ervas medicinais

As ervas medicinais não são a primeira escolha no tratamento da depressão. Ainda assim, alguns estudos sugeriram que eles podem contribuir para a melhora do humor em casos leves a moderados.

Hoje sabemos que embora não possam substituir a terapia médica, o consumo dessas ervas parece contribuir para a melhora do humor de algumas pessoas, pois auxiliam no relaxamento do corpo e facilitam o sono.

Mas tenha cuidado. Mesmo que sejam produtos naturais, isso não significa que não possam causar efeitos indesejáveis e interferir com alguns medicamentos .

Em alguns casos, elas são mesmo contraindicadas. Justamente por isso, antes de experimentar, você deve estar sempre bem informado a respeito.

Dito isto, veja alguns exemplos a seguir de ervas medicinais.

Hypericum

Entre as ervas medicinais, a erva de São João é indicada para o tratamento da depressão em seus estágios iniciais.

Alguns estudos também mostram seus efeitos sobre a ansiedade e o medo noturno, o que a coloca na lista de terapias alternativas para depressão e ansiedade.

O consumo pode ajudar a estimular a produção de serotonina, uma substância química associada ao bem-estar.

Deve-se levar em consideração que só deve ser utilizado em tratamentos naturais, ou seja, não deve ser combinado com nenhum antidepressivo.

Poppy

A erva Poppy também é um dos medicamentos fitoterápicos para tratar a depressão.

Graças ao seu fornecimento de alcalóides, seu ingrediente ativo é adequado para acalmar a ansiedade e moderar a depressão, de acordo com um estudo da Biochemistry Research International.

Porém, é necessário evitar seu consumo durante a gravidez ou amamentação.

Angélica

A angélica pertence às ervas medicinais usadas para aliviar os sintomas da depressão. Na verdade, um estudo publicado na Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine trata dos efeitos dessa planta na depressão.

Isso se deve às suas propriedades sedativas, úteis no alívio dos sintomas de ansiedade, insônia e até mesmo a falta de apetite decorrente da doença.

A planta não deve entrar em contato com a pele, pois geralmente causa dermatite.

Erva Medicinal Angélica

Valeriana

A valeriana é uma das terapias alternativas para depressão e ansiedade, sendo também uma das ervas medicinais mais conhecidas para o tratamento da depressão.

Quando foi descoberta, a valeriana era mais usada por seus efeitos espasmolíticos. No entanto, suas propriedades como sedativo também podem ser apreciadas.

Por isso, hoje é usado no combate à insônia e no alívio dos sintomas da depressão.

Além disso, um estudo publicado no Journal of Traditional and Complementary Medicine sugere sua eficácia potencial na regulação das emoções no caso da TPM.

Ginseng

O ginseng é um estimulante natural que pode ajudar a combater a depressão. Esta erva medicinal tem efeito tônico no cérebro, promove relaxamento e, consequentemente, reduz a sensação de ansiedade, depressão e perda de apetite.

Uma pesquisa publicada no Journal of Ginseng Research indica que esta planta pode ajudar a regular a depressão que resulta do estresse e ansiedade prolongados.

Entre os possíveis efeitos colaterais dessa erva encontramos nervosismo e hipertensão, mas geralmente aparecem apenas se as doses recomendadas forem excedidas.

8 – Meditação: terapias alternativas para depressão e ansiedade

Mais terapias alternativas para depressão e ansiedade: meditação.

A meditação é o melhor remédio natural para ansiedade e depressão. 30 minutos por dia de meditação pode ajudar a combater esses distúrbios mentais, com efeitos maiores do que aqueles que poderiam ter um placebo, segundo pesquisas.

A meditação atua profundamente na mente e pode proporcionar alívio para quem sofre de problemas emocionais.

O que realmente importa é manter uma consistência precisa na prática.

Um estudo realizado por um grupo de pesquisadores da Hopkins University School Of Medicine, cujos resultados foram publicados na revista científica JAMA, apontam que a meditação ajuda a neutralizar o impacto negativo dos estados de ansiedade e depressão na qualidade de vida.

Os pesquisadores destacaram que muitas pessoas ao redor do mundo estão começando a praticar a meditação, embora ela não seja considerada parte da medicina convencional.

A pesquisa mostra que a meditação é uma terapia real que pode aliviar alguns sintomas de doenças mentais.

Meditação como Terapia Alternativa

9 – Florais de bach

As flores de Bach foram estudadas por Edward Bach para amenizar a sensação de grande impotência e tristeza.

Portanto, também está na lista de terapias alternativas para depressão e ansiedade. Veja a seguir alguns exemplos.

Genciana

É para depressão motivada por eventos específicos e conhecidos que levam ao pessimismo e à autolimitação, fazendo com que a pessoa sinta que é inútil lutar.

Castanha Doce

É para depressão aguda, proveniente de todos os tipos de experiências ruins. Aqueles que sofrem dela experimentam um estado transitório de desespero extremo, derrota próxima, angústia, desolação profunda.

Gorse

Para depressão motivada por doenças físicas de grande duração e acentuada por dores contínuas e doenças incapacitantes, vida pessoal gravemente alterada por situações que induzem o indivíduo a um momento de impropriedade física e mental.

Florais de Gorse - Terapia Alternativa

Mostarda

É útil para quem sofre de crises periódicas e flutuantes de tristeza, desespero e melancolia, por causa desconhecida, desmotivada, sem origem definida, que chega de modo repentino e persiste por dias, semanas ou mesmo meses, até que de repente, desaparece, sem causa aparente.

Wild Rose 

É para aqueles que não encontram a motivação e o interesse e sofrem com isso, com as expectativas não resolvidas e desistem de lutar pela vida.

Então, gostou de saber mais sobre terapias alternativas para depressão e ansiedade? Já escolheu a sua favorita?

Então deixe o seu comentário abaixo.

Gostou? Então Compartilhe!

2 comentários em “9 terapias alternativas para depressão e ansiedade”

  • Eu sou uma prova viva de que as terapias e a própria medicina alternativa dá muitos resultados benéficos. Hoje em dia você vai ao médico e mal e porcamente ele olha na sua cara, nem te toca. Só abaixa a cabeça e prescreve um monte de antivirais, antibióticos, e uma série de exames. Nem ouvir o paciente direito, eles têm mais paciência. Fui em vários médicos, sempre a mesma coisa, nenhum resolvia o meu problema (não vou mencionar, por questões de privacidade e de intimidade). Comecei a me tratar com Homeopatia, massagens, e algumas ervas. Em poucas semanas melhorei e fiquei ótimo. Agora, continuo com massagens e meditação, nunca mais precisei ir ao médico. Antigamente, apesar da pouca tecnologia, os médicos eram mais atenciosos, mais humanos. Hoje o médico não te olha na cara, não te ouve direito… Tocar em você então, faz tempo que um médico não faz uma ausculta em mim, avaliação com toques (nos casos de dores), etc. O que eles querem é só encher o bolso de dinheiro e mandar fazer exames para enriquecer os laboratórios. Já tive um forte intoxicação alimentar e tive a sorte de ir a um médico das antigas. Ele devia ter uns 70 e poucos anos. Ele só me passou floratil para recompor a flora intestinal e simeticona para aliviar os gases. Ademais, pedi que eu ficasse três (3) dias sem comer nada, só tomando muita água de coco. No quarto dia, eu já estava bom, enquanto os outros médicos haviam me passado um monte de antibióticos, mas como sinto ainda mais dores com antibiótico, fui insistente; até que achei esse médico das antigas maravilhoso. Que só pediu para eu tomar água de coco e me manter hidratado. A medicina alternativa, assim como as terapias são maravilhosas, me fazem muito bem, muito melhor do que remédios!!

  • Depressão é um dos priores transtornos mentais que podem ocorrer, assim como a ansiedade. Vivemos momentos muito difíceis e muita gente se adoentou nesse período. Acho que para pelo menos aliviar, a meditação e para quem não puder ou não tiver condições aprender um pouco sobre a auto massagem. A pressão e o estresse está muito grande nesse momento e as pessoas estão ficando doentes. E nesse momento que devemos elevar a nossa espiritualidade e tentar procurar outras maneiras de aliviar um pouco a pressão, com meditação, massagem, ou uma atividade física, também é bem importante. Mas o fundamental é ter esperança, pois tudo passa. Tempos melhores virão.

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *