A massagem sueca, apesar de ser a modalidade de terapia mais comum e aplicada nas clínicas de massagens, é composta por muitos e variados tipos de técnicas diferentes que podem ser utilizadas em uma sessão.

O alcance dos subtipos das massagens podem variar de movimentos e toques suaves e delicados até a massagem dos tecidos profundos. E saber como aplicar e escolher a técnica correta é o segredo do sucesso para o alcance dos resultados almejados.

Sendo assim, nosso objetivo neste artigo é mostrar como executar e performar o conjunto de modalidades da massagem sueca, abordando os principais tipos e técnicas aplicados neste tratamento.

Primeiramente, como introdução, veremos que a massagem sueca é uma das mais antigas técnicas de terapia alternativa, amplamente utilizada pelas civilizações antigas como método para cura e prevenção de males e enfermidades.

Já as técnicas modernas de massagem são os resultados da constante evolução e desenvolvimento da massagem, não deixando de lado o forte componente social que contribuiu, ao longo dos anos, para modificação e implementação de novas técnicas e procedimentos de massagens.

Na cultura ocidental moderna, a principal modalidade de massagem é a sueca. E entre os principais movimentos da massagem sueca podemos destacar: Effleurage, Petrissage, Fricção e Tapotement.

Existem também outros movimentos menos utilizados, porém muito importantes que merecem ser destacados, entre eles: a Vibração e a Compressão.

Antes de iniciarmos explicando os movimentos da massagem sueca, é salutar explicar as principais diretrizes desta técnica, com o intuito introduzir as principais regras para todos os massagistas terapeutas.

Sempre, lembre-se disso, todos os movimentos de massagem devem ser realizados de acordo com as necessidades do paciente. Assim, a pressão e a velocidade exercidas devem estar em sintonia com o tipo de tratamento a ser abordado para satisfazer os objetivos propostos.

Assim, se o efeito desejado é o relaxamento, indicam-se menores pressões e velocidades nos movimentos dos toques da massagem. Ao contrário, se o objetivo é o revigoramento serão necessários aplicações de massagens mais intensas e rápidas.

Como regra geral, todos os movimentos devem ser feitos na direção do coração, ou seguindo o sistema linfático. A sessão de massagem deve ter um ritmo, uma cadência pré definida, sem interrupções ou desvios desnecessários.

Sempre converse com o paciente. A pressão e a velocidade dos movimentos devem ser confortáveis e adequadas ao tratamento. Por fim, o massagista também deve estar relaxado ao aplicar a massagem, caso contrário toda a sua tensão será transmitida ao paciente durante o tratamento.

effleurage na massagem

Petrissage: é um tipo de movimento da massagem sueca, cujo objetivo é a aplicação de toques mais intensos e profundos. Geralmente são movimentos aplicados com a palma da mão, com a ponta dos dedos ou polegares. Entre as principais formas de execução dos movimentos estão o amassamento, a torção e a rolagem.

Effleurage: Já este tipo de movimento é mais cadenciado, lento e com menor pressão. Os toques são mais calmos, com maiores amplitudes e mais lentos. O objetivo é manter o máximo possível de contato entre o massagista e seu receptor para aquecer e preparar os músculos para o petrissage.

Tapotement: Também conhecida como percussão, trata-se de movimentos mais rítmicos e rápidos utilizados com a formatação das mãos em concha. É utilizada, principalmente,  para ativar o sistema nervoso, como uma estimulação mecânica para acelerar as funções linfáticas do corpo.

Fricção: É o movimento utilizado para relaxar os tecidos superficiais e profundos, aplicando intensidades e velocidades moderadas.  Geralmente, a técnica é empregada com toques realizados com as pontas dos dedos e com movimentos circulares em diferentes direções.

Vibrações: As vibrações são movimentos bem rápidos, porém pouco intensos, realizados com os dedos e a palma da mão com uma frequência muito alta. A rapidez dos movimentos combinados com baixa pressão, torna possível a criação de toques de vibração fina, com sensações de tremores.

Compressões: Nesta modalidade são utilizados vários níveis de pressão, sendo aplicados com os cotovelos, mãos, joelhos e pés para gerar uma ampla variação de intensidades dos toques em diversas partes do corpo.

Porém, antes de aplicar as modalidades e técnicas descritas, todo massagista deverá:

  • Conhecer toda a anatomia humana, e saber como avaliar o estado do paciente através de um exame visual e outros questionamentos;
  • Saber examinar todo o histórico e quadro de saúde geral do paciente. Essas informações são necessárias para determinar as contraindicações possíveis apresentadas no tratamento e projetar todo o plano de procedimentos a serem implementados;
  • Ter habilidades de comunicação para saber extrair informações valiosas dos pacientes, que o apoiaram no plano e na estratégia de tratamento;
  • Além disso, deverá ter ética e comportamento condizente com a responsabilidade da profissão, mantendo a privacidade do paciente.

Gostou? Então Compartilhe!

2 comentários em “Aprenda as Técnicas da Massagem Sueca”

  • A massagem sueca é uma das massagens mais relaxantes que existem. E também é super simples de aplicar.
    Claro que alguns cuidados devem ser tomados, e como qualquer outra massagem requer treinamento. Quem sabe e controla todas as técnicas da massagem sueca, consegue obter qualquer resultado, seja relaxamento ou revigoramento.
    Gostaria muito saber onde aprender mais sobre a massagem sueca. Os benefícios são maravilhosos e é uma excelente terapia para amenizar o estresse e as tensões nervosas.

  • Já recebi uma massagem sueca da gata Isabelle e foi inesquecível!
    O que eu gosto nesta modalidade de massagem é que ela começa bem lentamente e relaxante e depois começa a ficar mais vigorosa, eliminando qualquer tensão nervosa e aliviando as dores.
    O interessante é que dentro da massagem sueca também existem outros tipos de movimentos, que esses eu desconhecia. Muito bom o texto, gostaria que houvesse uma extensão, com mais detalhamento ensinando a execução dos procedimentos.

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *