Nos dias atuais, a massagem não é apenas realizada em centros especializados, clínicas e spas. Amplamente difundida, a terapia é oferecida até mesmo dentro das empresas, hospitais e inclusive dentro de aeroportos. Tudo para trazer mais comodidade, bem-estar e aumento de produtividade.

Os benefícios e os tipos de massagens são inúmeros e variam desde o tratamento complementar como uma forma alternativa de combate e prevenção de inúmeros males à saúde até simplesmente uma maneira eficaz de relaxamento.

Além de todos os benefícios, a massagem também produz intensa sensação de conforto, cuidado e conexão. Mas antes de iniciar uma seção, o terapeuta ou profissional massagista gabaritado deverá perguntar se há alguma condição pre-existente no paciente, seu histórico médico, para depois elaborar um plano de massagem e implementar as técnicas adequadas em sintonia com as expectativas do receptor.

As massagens são aplicadas com o paciente deitado ou sentado, sem roupa ou com apenas roupas leves. O(a) massagista deverá utilizar óleos e/ou géis corporais apropriados para reduzir o fricção (atrito) da pele com as mãos, tornado o toque mais confortável. O atendimento, geralmente, dura entre vinte e noventa minutos, dependendo do tipo de massagem escolhido ou indicado e as técnicas empregadas.

Não tenha receio em perguntar quais serão as técnicas utilizadas, o número de terapias necessárias, a qualificação e experiência do profissional. Além é claro da indicação da massagem, tais como tratamento auxiliar para ansiedade, enxaquecas e dores de cabeça, problemas digestivos, insônia, estresse, lesões musculares, fibromialgia e outros.

Tenha certeza de que além dos benefícios para saúde, uma massagem adequada pode proporcionar também excelentes resultados restauradores, antienvelhecimento, restaurando toda a harmonia física, espiritual e mental das pessoas, aumentando a qualidade de vida.

massagem beneficios

Mas, apesar dos inúmeros benefícios, há algumas precauções que devem ter tomadas. Algumas massagens podem não ser indicadas para pessoas que:

– Possuem sangramentos recorrentes;
– Tomam remédios para afinar o sangue;
– Possuem Queimaduras ou feridas;
– Têm trombose;
– Apresentam quadros mais graves de osteoporose.

Nestes casos, o paciente deve procurar um médico especializado para avaliar os riscos de se iniciar um tratamento terapêutico com massagens.

Os movimentos podem ser mais leves ou rápidos, assim como mais profundos e lentos dependendo do objetivo de cada técnica. Os toques leves auxiliam no alívio de dores, e os movimentos mais rápidos agem na melhora da circulação sanguínea, facilitando a nutrição das células e escoamento adequado do sangue pelo corpo.

A massagem relaxante, por exemplo, provoca a liberação do hormônio chamado de oxitocina, que atua diretamente no humor, reduzindo o estresse, aliviando as tensões musculares e estabilizando a pressão arterial.

Além da questão de saúde, a massagem também auxilia nas questões estéticas e de beleza. Existem inúmeras massagens, como a Thai, que auxiliam na correção de problemas de má postura e defeitos estéticos. Assim como outras que promovem o embelezamento da pele, trazendo mais brilho e tonicidade, uma vez que estimulam a circulação sanguínea, aumentando a regeneração e flexibilidade celular.

E você, quer aproveitar também os benefícios da uma revigorante massagem? Então clique aqui, encontre uma bela massagista e relaxe!

Gostou? Então Compartilhe!

2 comentários em “Quando a massagem é recomendada e para quem não é apropriada”

  • Adorei o artigo. Realmente uma sessão de massagem é reparadora tanto para a alma quanto para o corpo. Mas não sabia que havia contraindicações. Muito saber disso. Já tive uma leve trombose, vou perguntar para meu médico se posso pelo menos fazer massagens mais leves. Obrigada.

  • Apesar de haver algumas contraindicações, se a massagem é feita sob supervisão médica e do profissional massoterapeuta não há riscos.
    Muitos mitos são gerados e ditos a respeito da massagem, como pro exemplo na gravidez. E já foi comprovado que não há risco algum quando realizada a massagem de forma cadenciada e cuidadosa, com todo o acompanhamento médico necessário.
    Ao contrário, a massagem só traz benefícios para as gestantes, como redução de dores, dos enjoos e atenuação das crises de enxaqueca.
    Tudo depende da forma como o profissional irá realizar a massagem, qual a técnica utilizada, a frequência e a duração do procedimento.
    Obviamente alguns cuidados e técnicas devem ser evitadas e não utilizadas, mas se for bem planejado com um plano de tratamento, os riscos são nulos.

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.